Grande sucesso de público e crítica, o espetáculo Dom Casmurro – O Show, uma montagem do selo Versivox e da Companhia Teatral Nós Outros, volta ao cartaz nos dias 29, 30 e 31 de agosto, no auditório da Fibra. A temporada é resultado de uma parceria com a universidade. Na sexta e sábado, as sessões são às 19h30 e, no domingo, às 18h. Os ingressos para o público em geral custam R$ 20,00 com direito a meia. Alunos da Fibra pagam o valor promocional de R$ 5,00. 
O show apresenta aos espectadores uma forma inusitada, contemporânea e acessível de mergulhar em capítulos históricos. Através do projeto Romances Contados e Cantados, a obra prima de Machado de Assis foi transformada num espetáculo com música, cenas e leituras. Criador do selo Versivox, Carlos Correia Santos fez a adaptação do livro, composição das bases melódicas, letras das canções e é responsável pelos vocais das canções e violão base. Cris Rodrigues e Giselle Griz são as cantoras convidadas. Tábita Veloso é a responsável pelos arranjos e execução de guitarra. Ismael Rodrigues é o percussionista. Diretor da Nós Outros, Hudson Andrade assume a atuação e direção de cena. Iza Haber é a atriz convidada. A luz é assinada por Vanda Lopes e a assistência de produção é de Iara Correia Santos. 
PROPOSTA
Tudo no projeto tem o intuito de transformar o livro em um ato cênico vivo. “Nossa ideia é convidar o público a ler os romances como se fossem verdadeiros shows sonoros e cênicos. Para Dom Casmurro, por exemplo, nós do Versivox compusemos nove canções que ilustram os trechos da obra que serão apresentados por Hudson e Iza. É como se fossemos passando as páginas do livro, diante do público, através de nossas músicas e leituras”, adianta Carlos Correia que é também o diretor geral do espetáculo. 
O ator Hudson Andrade acrescenta: “o projeto também reaviva outra definição que existe para o gênero romance. Estamos habituados a pensar nesse formato apenas como uma narrativa escrita em capítulos. Mas o termo romance também serve para designar composições que misturam músicas e contação de história, a exemplo do que fazia Luiz Gonzaga”.
Essa é a segunda vez que a cantora Cris Rodrigues participa de um projeto do Versivox. A primeira foi o show “Suave Serenata”, em homenagem a Antônio Tavernard. Agora envolvida com o universo machadiano, a artista se mostra animada: “Dom Casmurro é uma história que compõe minhas descobertas literárias e poder retomar esta leitura de maneira poética, musical e sensivelmente artística como personagem deste emocionante romance me faz atravessar o tempo e expressar no corpo e na alma novas sensações. Sinto-me muito feliz em poder compor este espetáculo com o Versivox, que tem me encantado com sua arte lítero-musical”.
SIMBOLOGIAS
Ícones da obra de Machado de Assis estão no palco de forma especial. As emblemáticas figuras de Bentinho e Capitu, por exemplo, ganham representações instigantes, conforme detalha Correia: “Teremos dois Bentinhos e duas Capitus em cena. Eu e Cris assumimos a representação cantada dos personagens. Por meio das canções do espetáculo, damos vozes ao casal. Hudson e Iza são Bentinho e Capitu performáticos. Eles interpretarão os trechos reais do livro. Giselle Griz faz um número especial em que ela encarna a Loucura do protagonista”. 
Hudson arremata: “Nossa proposta é mostrar que personagens como Capitu, Bentinho e Escobar atravessam o tempo porque conseguem saltar para fora dos parágrafos e se aproximar de todos nós”. 
A parceria com a Fibra prevê ainda dois outros show. Em setembro, o projeto traz ao palco Dom Quixote, de Cervantes, e em novembro será a vez de Chove nos Campos de Cachoeira, de Dalcídio Jurandir. 
Serviço: Dom Casmurro – O Show. Temporada especial na Fibra. Dias 29, 30 e 31 de agosto. Sexta e sábado, às 19h30. Domingo, às 18h. Ingressos: R$ 20,00 com direito a meia (para comunidade em geral) e R$ 5,00 (valor promocional para alunos da Fibra). Informações e vendas: 8199-1322 ou 8167-3835